Seleção brasileira

Coutinho fala em 'primeira final' e minimiza dores de Neymar: 'Normal'

Meia concede entrevista após camisa 10 deixar treino mancando, alerta para jogo difícil contra a Costa Rica e diz que time poderia ter usado mais o lado direito na estreia: "Faltou girar mais"

O entrevistado do dia em Sochi foi Philippe Coutinho, mas o assunto principal da Seleção nesta terça-feira girou (mais uma vez) em torno de Neymar. O camisa 10 deixou o treino mais cedo mancando e reclamando de dores no tornozelo direito. Na coletiva, o meia do Barcelona minimizou as dores do companheiro.

- Vi o que vocês viram, não conversei com ele depois. Estava com minha família, minha filha. Hoje foi dia de recuperação. Acredito que ele tenha sentido um pouquinho de dor, mas isso é normal.
Coutinho ainda falou sobre o grande número de faltas sofridas pelo camisa 10 do Brasil na estreia e destacou a força do conjunto do time para vencer as defesas adversárias. Segundo a CBF, as dores do craque foram ocasionadas justamente pelas pancadas contra a Suíça.

- Neymar é muito visado, recebe muitas faltas, muitas pancadas. Claro que nosso forte é o coletivo. Um jogo ou outro, um vai se destacar, mas nosso forte é o coletivo, isso é o mais importante. Cada um fazendo o seu, com sua responsabilidade, no seu setor, para o bem coletivo.

Depois do empate inesperado, o Brasil precisa vencer a Costa Rica na próxima sexta-feira, em São Petesburgo, para melhorar sua situação no Grupo E. Segundo Coutinho, o jogo pode ser considerada a primeira final da Seleção na Rússia.

- É isso ai (primeira final), um jogo muito importante. Claro que a gente queria a vitória no primeiro jogo. Sabíamos da importância. Infelizmente, acabamos empatando. Mas temos essa nova oportunidade. Creio que vai ser um grande jogo. Todos têm que estar focados, mentalmente fortes, para fazer um grande jogo - frisou. Com informações do Globo Esporte.

 

Repórter PB

Destaques