Grande Chance

Sob comoção, Peru de Guerrero pega Dinamarca após 36 anos sem Copa

Sob comoção, Peru de Guerrero pega Dinamarca após 36 anos sem Copa

Ricardo Gareca, técnico do Peru que estreia neste sábado (16) contra a Dinamarca, em Saransk, não teve a chance de jogar uma Copa do Mundo. Mesmo ajudando sua seleção, a Argentina, a se classificar para um Mundial.

Em 1985, pelas eliminatórias sul-americanas, os argentinos perdiam um jogo por 2 a 1 no Monumental de Núñez, em Buenos Aires, resultado que deixava a equipe fora da Copa no México.

Até que Gareca, ele mesmo, desviou a bola para o gol e empatou. Com o 2 a 2, a Argentina garantia sua vaga. O adversário desse jogo, curiosamente, era o Peru.

Como prêmio por ter colocado os argentinos na Copa, acabou não sendo convocado para a lista de jogadores que foram conquistar o bicampeonato mundial, liderados por Maradona.

Principal astro da seleção hoje comandada por Gareca, Paolo Guerrero por pouco não sofreu a mesma desilusão às vésperas de uma Copa. Mas não por opção de seu treinador e sim por determinação da Fifa.Em dezembro do ano passado, Guerrero foi flagrado no exame antidoping e suspenso por um ano pela entidade que controla o futebol mundial. O exame detectou a presença de benzoilecgonina, metabólito presente na cocaína.

A Fifa havia punido Guerrero com suspensão de um ano. Após apelação, a pena foi reduzida para seis meses. Ele voltou a jogar em maio pelo Flamengo. Mas a Wada (Agência Mundial Antidoping) não ficou satisfeita.

A agência entrou com recurso no CAS (Corte Arbitral do Esporte) e o jogador foi suspenso por mais oito meses, o que o cortaria do Mundial. Sua provável ausência na Rússia causou comoção até entre os adversários. Capitães de França, Dinamarca e Austrália, concorrentes no Grupo C da Copa do Mundo, enviaram carta à Corte Arbitral pedindo diminuição da pena do atacante.

No fim do último mês de maio, Guerrero e a seleção peruana receberam a notícia de que seu último recurso havia funcionado e, portanto, o atleta poderia jogar a Copa. A comoção, desta vez, foi do seu próprio país, que se despediu dos atletas com grande festa em Lima.

Muitos peruanos nunca viram sua seleção disputar um Mundial. Aliás, os próprios jogadores nunca viram. No elenco de Ricardo Gareca, todos os convocados nasceram depois de 1982. Na Rússia, Guerrero, aos 34 anos, fará provavelmente a única Copa de sua carreira. Um feito que quase lhe escapou pelas mãos. Como escapou para Gareca há mais de 30 anos.

Juntos, viverão a partir deste sábado (16) o sonho de representar um país. E enfim ter a sensação do que é estar em uma Copa do Mundo.

Peru x Dinamarca

13h, na Arena Mordovia

Na TV: Globo, SporTV e Fox Sports

PERUGalesse; Luis Advincula, Alberto Rodriguez, Christian Ramos, Trauco; Tapia, Yoton, Edison Flores, Cueva; Farfán, Guerrero.

T.: Ricardo Gareca

DINAMARCASchmeichel; Larsen, Christensen, Kjaer, Dalsgaard; Kvist, Delaney, Eriksen, Sisto; Jorgensen, Poulsen.

T.: Age Hareide

Local: arena Mordovia, em Saransk

Horário: 13h deste sábado

Juiz: Bakary Gassama (GAM)

Com informações da Folhapress.

Repórter PB

Comentários

Aviso legal: Todo e qualquer texto publicado na internet através do Repórter PB , não reflete a opinião deste site ou de seus autores e são de inteira responsabilidade dos leitores que publicarem.

Destaques