Decisão Judicial

Técnicos da UEPB voltam ao trabalho, após 127 dias de greve

Os servidores passam a cumprir a partir desta terça-feira (4) apenas seis horas de trabalho.

Após mais de 120 dias em greve, os técnicos-administrativos da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) voltaram ao trabalho nesta terça-feira (4). O encerramento foi decidido em assembleia na segunda-feira (3), em decorrência da decisão judicial que determinou a suspensão imediata da greve, após liminar impetrada pela própria instituição de ensino.

Segundo a assessoria de comunicação da UEPB, durante a assembleia, os técnicos que antes trabalhavam oitos horas por dia deliberaram retomar as atividades, mas com redução na carga horária. Os servidores passam a cumprir a partir desta terça-feira (4) apenas seis horas de trabalho.

A Reitoria da Universidade afirma que vai cumprir o que estabelece o PCCR da categoria dos técnicos administrativos em relação ao horário integral correspondente ao regime de trabalho e quem não cumprir a carga horária estabelecida no PCCR de acordo com seu regime de trabalho estará passível das devidas medidas administrativas.

Os técnicos estavam em greve desde o dia 30 de julho, após decisão em assembleia no dia 25 do mesmo mês. Os servidores reivindicavam a defesa da lei que dispõe sobre a autonomia da UEPB, além do reajuste salarial, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior do Estado da Paraíba (Sintesp/UEPB).

O presidente do Sintesp/UEPB, Fernando Borges, destacou que apesar do fim da greve, é hora de união. “A categoria unida fica mais fortalecida para enfrentar todos os desafios que se apresentam. Nós continuaremos ao lado dos servidores para que juntos possamos vencer as batalhas”, afirmou.

Com o retorno da categoria, todos os serviços administrativos da instituição que estavam funcionando parcialmente devem voltar à normalidade.

Com G1PB

Repórter PB

Destaques