Entrevista

BOMBA: Nota Oficial comprova denúncias feitas por Vereador contra Prefeito de Cajazeiras; Assista entrevista com Rivelino

Durante a participação no Programa REPORTERPB, o Vereador, reafirmou suas convicções apresentadas na sessão na Casa Otacílio Jurema

O Vereador Rivelino Martins do Município de Cajazeiras, participou nesta quarta-feira (27) do Programa REPORTERPB no Rádio pela 104 FM na Cidade de Sousa, e relatou minuciosamente sua denúncia apresentada na Tribuna da Câmara na noite anterior sob o possível ato de improbidade administrativa, cometido em tese pelo Prefeito Zé Aldemir, quanto ao usou de uma lei sem aprovação do Legislativo para parcelar um débito de quase R$ 8 milhões do IPAM.

Em Nota Oficial, o Prefeito descaracterizou a denúncia do Edil Mirim, a classificando como “leviana, inconsequente e com aparente posição político partidária, sem conhecimento técnico dos fatos em relação a acusação de fraude em parcelamentos da dívida junto ao instituto de previdência e assistência social do município – IPAM”.

LEIA MAIS - Documentos revelam fraude na lei municipal que parcelou rombo financeiro do IPAM em Cajazeiras; Prefeito pode ser afastado

Durante a participação no Programa REPORTERPB, o Vereador, reafirmou suas convicções apresentadas na sessão na Casa Otacílio Jurema baseadas em documentos extraídos do TCE/PB, e ainda disse que a Nota publicada pela Assessoria do Gestor Cajazeirense, confirmada sua revelação.

- No trecho da Nota ele diz que o parcelamento que existe é referente ao exercício do ano 2017, porém um documento protocolado, e assinado pelo Prefeito que está aqui na minha mão, ele é referente a um novo termo de acordo de parcelamento, e reparcelamento, e confissão de débito do período de janeiro a dezembro de 2018. E tem neste termo, o mesmo número da Lei da dívida parcelada do ano 2017. Então, a própria Nota confirma o que nós estamos dizendo que a Lei garantia o parcelamento do ano de 2017, e tem um protocolo do TCE dizendo que tem um parcelamento do exercício 2018, completou o Edil.

Diante os fatos que comprometem a idoneidade moral administrativa do Prefeito Zé Aldemir, o Vereador Rivelino Martins disse que todas as providências responsáveis estão sendo tomadas para que o Chefe do Executivo possa responder criminalmente pelos danos que por ventura causou ao Erário, quando se utilizou de uma Lei caduca, e usou para parcelar uma dívida sem autorização do Legislativo Cajazeirense.

LEIA MAIS - Em Nota Prefeito de Cajazeiras esclarece denúncia de parcelamento do IPAM, e considera leviana a acusação

Na comprovação dos fatos, e com relação ao afastamento do Prefeito Zé Aldemir do cargo, o Vereador Oposicionista comedido disse que tudo pode acontecer, mas seguindo os tramites legais da lei, e que os fatos, com provas extraídas dos bancos de dados do TCE, também serão encaminhados ao Ministério Público para que as providências necessárias sejam tomadas por aquele órgão fiscalizador.

Rivelino comentou ainda sob o rombo milionário do IPAM, causando em tese pelo Prefeito Zé Aldemir que teria usado no início do seu governo mais de R$ 8 milhões para pagamento de dívida do Município para retirar a Cidade do CAUC (Cadastro Único de Convênios). “Isso ele mesmo disse em uma Entrevista aqui em Cajazeiras”, declarou.

Assista aqui o Programa REPORTERPB no Rádio pela 104 FM, de segunda a sexta, das 17h às 18h, apresentação do Radialista Pereira Jr, Dinha, e Artham Almeida.

Veja a entrevista completa aqui

Destaques