Você está aqui:
A violência! Um problema que assusta Sousa

A Cidade de Sousa vive um momento delicado no tocante a insegurança pública

A Cidade de Sousa vive um momento delicado no tocante a insegurança pública.

Todos os dias são assaltos a mercadinho, lojas, e aos cidadãos comuns pelas ruas, avenidas e bairros.

A sensação do cidadão é como estivesse vivendo em uma Urbe cercada por bandidos, sem que a lei não existisse.

A Polícia, quer Militar, ou Civil, faz sua parte, mas a reclamação da população continua: “falta segurança”.

Vamos entender melhor: Em Sousa tem um Batalhão de Polícia Militar com um quadro de contingência muito reduzido. É Batalhão, mas tem cara de Companhia.

Fazendo um paralelo com o Batalhão de Cajazeiras, aonde se tem quase que 380 homens para oito Cidades, Sousa são quase 200 homens para 13 Cidades. Por aí se pode deduzir. O quadro de agente da polícia civil, também é diminuto. Não há nem com que se comparar.

Fica uma imagem para a sociedade da polícia faz que estar nas ruas, o Cidadão faz de conta que há segurança. O resultado é: assalto, roubos, e a violência nas Ruas, com até assassinatos. Fica a pergunta: “Com o aumento do contingente militar, melhoria a segurança? Só saberíamos se tivéssemos o número elevado de Homens no Batalhão, e também na Polícia Civil”. Enquanto não temos isso!

Assim caminha a Cidade Sorriso. Até quando, não sabemos.

Com a palavras as autoridades competentes

 Por Pereira Jr.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.