Você está aqui:
Embaixador na linha sucessória do Poder em Sousa, após decisão no STJ

A decisão do STJ em rejeitar os Agravos Internos, apresentados pelo Prefeito Fábio (PSB) em Ação de Ato de Improbidade Administrativa,

A decisão do STJ em rejeitar os Agravos Internos, apresentados pelo Prefeito Fábio (PSB) em Ação de Ato de Improbidade Administrativa, Gestão (2009/2012), mantendo sentença, criou expectativa para os aliados do vice-prefeito, Zenildo Oliveira (PSD) na Cidade de Sousa.

Mesmo que neguem a informação, mas na linha sucessória do poder, o Empresário Zenildo é a bola da vez.

As Emissoras de Rádio em seus programas jornalísticos comentam que a “probabilidade do poder” teria deixando o “Embaixador da Ambev”, bastante ansioso.

Entretanto, o prefeito Fábio Tyrone (PSB), usou seu perfil do Instragran para mandar recado aos navegantes: “Meus amigos, com a Fé de que venceremos mais essa, continuarei honrando o mandato que a mim foi confiado por maioria expressiva do povo sousense! Lamento o terrorismo dos que não alcançaram a vitória nas urnas e tentam os meios mais sombrios de governar (ou desgovernar) a nossa cidade, sem êxito! A luta continua, serão 4 anos de muito trabalho e respeito a nossa gente!”

Os Advogados do Prefeito Fábio Tyrone (PSB), já manejam recursos para apresentar as instancias superiores, assim buscarem reverter à decisão de 2ª instancia, confirmada no STJ em Brasília.

Fábio Tyrone foi denunciado pelo ex-candidato a prefeito de Sousa em 2009, Lúcio Matos pelo uso das cores: Verde e Laranja nos prédios e logradouros públicos. Essas cores teriam sido usadas como bandeiras de campanha por Fábio Tyrone em 2008. Na defesa, Fábio se resguardar-se que não é a verdade dos fatos. As cores verdes representam as da Bandeira do Município, e que não roubou nenhum centavo dos cofres públicos para ser punido em Ação de Improbidade.

Os dados estão rolando

Saideiras

***** A decisão recente da primeira turma do STJ não terá qualquer reflexo na Administração do prefeito Fábio Tyrone. Há recursos legais que serão interpostos e o voto divergente do Ministro Napoleão Nunes Maia Filho servirá de paradigma para as teses que serão utilizadas pela defesa, diz Advogado, Johnson Abrantes

***** Terrorismo, especulações, ilações e falta de conhecimento da causa, são instrumentos usados pelos que foram derrotados fragorosamente nas urnas em 2016. Vamos aguardar os próximos capítulos, até o trânsito em julgados dos recursos perante o Supremo Tribunal Federal (STF). "Deixem o prefeito trabalhar!”, afirmou Johnson Abrantes

***** O ex-prefeito do Lastro, Erasmo Abrantes, disse que após o carnaval, assumirá as rédeas da oposição naquela Cidade

***** Fiscalizará os atos do prefeito Athayde Diniz, juntamente com os Vereadores da oposição, e denunciará, tanto aos órgãos competentes, como na Imprensa

***** O Prefeito do Município de Marizópolis, Zé de Pedrinho ainda não se apresentou como Chefe da Edilidade

***** Muitas reclamações da população nas áreas de saúde e educação. Alguns já começam a ter saudade do antigo Gestor em Marizópolis

Frase do dia

“Se realmente tivesse ocorrido fio preto, como conduta descrita, alguém estaria preso, tenho certeza, porque as ações do MP têm sido firmes, fechamos estabelecimentos, multinacionais e continuando prendendo em defesa da sociedade. Não permitimos o descumprimento da lei e achamos estranho que haja confusão em virtude do termo fio preto”, afirmou o promotor do Ministério Público Federal Glauberto Bezerra

Palavra Final

Como a abelha trabalha na escuridão, o pensamento trabalha no silêncio e a virtude no segredo - Mark Twain

Contato com a Coluna – Whatssap – 083-98140-4747

Pereira Jr.
Articulista Politico


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.