Você está aqui:
Santa Cruz completa nesta sexta-feira, 56 anos de sua emancipação política; Veja Programação

Nesta sexta-feira (29), o povo do Município de Santa Cruz, Sertão da Paraíba amanhece mais feliz, ao comemorar, 56 anos de sua emancipação política

Nesta sexta-feira (29), o povo do Município de Santa Cruz, Sertão da Paraíba amanhece mais feliz, ao comemorar, 56 anos de sua emancipação política.

Santa Cruz é um município do estado da Paraíba, (Brasil), foi criado pela lei nº 2.707 de 29 de dezembro de 1961, e fica a 445,5 km da capital.

De acordo com o IBGE, o município possui uma população de 6.471 habitantes, dos quais 3.245 são homens e 3.226 mulheres.

O município de Santa Cruz está localizado na região Oeste da Paraíba, limitando-se a Oeste com o município do Lastro, a Leste com a comunidade de Lagoa, ao Sul com a cidade de Sousa, São Francisco e Pombal, e ao Norte com a cidade de Bom Sucesso, Tenente Ananias e Alexandria, as duas últimas localizadas no Estado do Rio Grande do Norte. Ocupa uma área de 271,6 km², inserida na microrregião de Sousa.

Atualmente é administrada pelo Prefeito Paulo César Batista que elaborou a seguinte programação que já está em continuidade:

26/12 – Entrega de equipamentos a UBS no Distrito de Casinha do Homem – 8hs
27/12 – Entrega de Equipamentos a UBS no Distrito de São Pedro
28/12 – Entrega de Equipamentos a UBS na sede do Município

Programação do dia 29

7h – Hasteamento dos Pavilhões Nacional, Estadual, e Municipal em Frente a Prefeitura
8:30h – Missa em Ação de Graça da Igreja Matriz
11h – Entrega de um veículo utilitário a Secretaria de Educação – Praça Pública
18h – Corte do bolo festivo, em seguida, partida comemorativa no Ginásio Poliesportivo Antônio Nilson de Freitas

História

Em 30 de junho de 1922 o padre Sá, celebrou a primeira missa no Sítio Santa Cruz. Em 7 de junho de 1951 foi instalado na Vila de Santa Cruz o Termo Judiciário, que teve como primeiro tabelião o senhor Luiz Sobreira de Oliveira.

Em 1921, naquele local, foi construída uma latada criando-se ali uma feira que proporcionava aos moradores da região a comercialização dos seus produtos. A ideia da construção de uma Igreja, foi de Nestor Antunes, filho do fundador, nascido a 6 de março de 1896 e faleceu no dia 19 de novembro de 1957, que concretizaria um ideal do seu falecido pai.

Primeiramente, no lugar, foi erguida uma cruz como símbolo do cristianismo da gente de Santa Cruz, que representava por poucas e dispersas famílias que habitavam a região. Partido do princípio religioso que tem a cruz como símbolo do Cristianismo, o senhor Antunes de Oliveira, pensou já na construção de uma capela, erguendo naquele local onde é a Igreja matriz uma grande cruz de madeira. Sua intenção era fazer com que os viajantes que por ali passavam sentissem a presença de Cristo naquela região.

O antigo povoado de Tabuleiro Formoso em 1949 ganhou à categoria de Distrito Administrativo, pelo decreto-lei estadual nº 318, de 7 de janeiro de 1949, subordinado ao município de Sousa. Em 28 de março de 1948 foi inaugurado o Mercado Público.

Beneficiada com a construção da estrada de ferro, ramal Mossoró (RN) a Sousa (PB), cuja estação ferroviária do lugar, localizada no km 238, inaugurada no dia 29 de dezembro de 1951 e foi extinta em 2002.

Em 7 de junho de 1951 foi instalado na Vila de Santa Cruz o Termo Judiciário, em 17 de janeiro de 1963 a Capela Coração de Jesus conquistou a categoria de Paróquia, desmembrada da de Sousa.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.