Você está aqui:
Deputado diz que além de virar as costas para a segurança, Governador humilha oficiais da PM os rebaixando

O parlamentar cobrou mais uma vez uma Nota Oficial do Comando da PM sobre esses atos de perseguição, humilhação e declarações públicas que prejudicam a corporação

O deputado estadual João Henrique (DEM), que é oficial reformado da Polícia Militar, emitiu uma nota oficial através do seu gabinete lamentando o rebaixamento de oficiais da Polícia Militar da Paraíba, em ato publicado no Diário Oficial desta quinta-feira (07). Para o parlamentar, esse ato do governador Ricardo Coutinho e o coronel Euller Chaves, comandante-geral da Polícia Militar, é uma forma de perseguição, falta de compromisso, injunção política e acima de tudo uma forma de humilhação. O deputado destacou que isso só aconteceu no ano de 1964 e mesmo assim, a justiça deu ganho de causa aos polícias rebaixados.

"Esse ato humilhante aos oficiais rebaixados é uma forma de perseguição pública. Além de virar as costas para nossa segurança pública, o governo e o comando humilham oficiais. Já imaginou um tenente-coronel por três anos e de uma hora para outra volta a ser major? Quanta luta por uma promoção e der repente o comandante da PM e o governador resolvem tornar nulo o ato de promoção após três anos de trabalho???? Isso é uma grave humilhação a esses oficiais. Tal ato só aconteceu no ano de 1964,onde vários praças e oficiais foram rebaixados, inclusive à época o coronel José Lira, que também foi deputado, e tantos outros foram rebaixados e pouco tempo depois a justiça mandou repor esses atos. Quero aqui me solidarizar com os cinco oficiais rebaixados e colocar meu gabinete à disposição para lutarmos em busca da reparação desse grave erro", disse o deputado.

João Henrique ainda acrescentou que de acordo com a lei de promoções, os oficiais Herbert Guilhermino Bastos, Hilmartom Xavier Silva, Joel Fernandes da Silva, Severino da Costa Simão e Werton Leite Lima, que foram promovidos há três anos, ou seja, em 2014 e rebaixados hoje, jamais deveriam ter sido como ocorreu, e sim, deveriam ter ficado agregados, em um quadro a parte, e no dia que eles atendessem todos os requisitos, voltariam ao lugar de origem.

Ainda de acordo com o deputado "esses atos de humilhação, perseguição e desprezo com a segurança pública, vem acontecendo, principalmente no âmbito da Política Militar, onde o comando governamental persegue e prejudica impiedosamente àqueles que ousam contrariar os interesses do Governo ou apenas lutar por seus direitos", destacou João Henrique.

O parlamentar cobrou mais uma vez uma Nota Oficial do Comando da PM sobre esses atos de perseguição, humilhação e declarações públicas que prejudicam a corporação.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.