Você está aqui:
Polícia Civil prende mais um suspeito de fraudes na contratação de empréstimos

O suspeito vai responder pelos crimes de falsidade ideológica, estelionato, resistência e falsa identidade

A Polícia Civil da Paraíba, por meio do trabalho investigativo da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa, prendeu nesta quarta-feira (11) mais uma pessoa envolvida na contratação fraudulenta de empréstimos bancários. O suspeito, de 41 anos, não portava documentos de identificação pessoal. Menos de 24h antes, uma mulher foi presa também na Capital, praticando fraudes com empréstimos.


De acordo com os policiais que realizaram a prisão, o homem tentava contratar um empréstimo no valor de R$ 5 mil com a utilização de um RG e outros documentos falsos de uma vítima do estado do Rio de Janeiro. “A contratação fraudulenta foi realizada em um correspondente bancário situado na Avenida Duque de Caxias, Centro de João Pessoa. A DDF vinha monitorando o suspeito há uma semana, período no qual foi confirmada a falsidade dos documentos, por meio de contato com peritos do Rio de Janeiro. A partir daí, passamos a monitorar o local da atuação. O suspeito retornou à empresa e foi preso em flagrante, tentando resistir à prisão, entrando em luta corporal com um dos funcionários da empresa”, explicou o delegado da unidade especializada, Lucas Sá.


O suspeito vai responder pelos crimes de falsidade ideológica, estelionato, resistência e falsa identidade, além de ser submetido à identificação criminal (datiloscópica) com o objetivo identificar a sua qualificação verdadeira, podendo ser condenada a mais de 13 anos de reclusão.


Nesta terça-feira (10), a DDF prendeu a corretora de empréstimos Kátia Cilene da Silva, 42 anos. A ação aconteceu no momento em que a pernambucana iria contratar um empréstimo de R$ 9 mil.


A delegacia vai prosseguir nas diligências, objetivando localizar outros suspeitos da conduta criminosa, bem como identificar outras vítimas dos empréstimos falsos. Quaisquer denúncias podem ser encaminhadas à delegacia pelo 197, Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds).


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.