Você está aqui:
Passo a passo dos países nas 17 rodadas das Eliminatórias da América do Sul

Uruguai é o único a ficar as 17 rodadas disputadas entre os que se classificam direto para a Copa, enquanto a Argentina esteve apenas em quatro. Brasil é campeão simbólico

Está chegando a hora de conhecermos os representantes sul-americanos para a Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia. Todos os cinco jogos válidos pela 18ª e última rodada serão realizados nesta terça-feira, às 20h30 (horário de Brasília). Por enquanto, só o Brasil, único país pentacampeão e que participou de todos os Mundiais, assegurou presença. Outros seis países - Uruguai, Chile, Colômbia, Peru, Argentina e Paraguai - brigam pelas quatro vagas restantes, sendo três diretas e uma através da repescagem.

Campeão simbólico das eliminatórias, o Brasil teve um início irregular, quando ficou duas rodadas fora do Mundial, mas se recuperou após a chegada do técnico Tite, mostrando a sua supremacia ao confirmar a sua ida para o Mundial com quatro rodadas de antecedência. Das 17 rodadas disputadas até agora, a Seleção ficou 13 entre os quatro primeiros e apenas duas em quinto, posição que obriga o país a disputar uma repescagem contra a Nova Zelândia, representante da Oceania. A última partida será contra o Chile, atual terceiro colocado, que ficou nove rodadas entre os que garantiam vaga direta e outras três como representante da repescagem. Para não dependerem de outros resultados e correrem até mesmo o risco de ficar de fora, a vitória é fundamental para os chilenos.

Considerada uma das três forças do futebol sul-americano ao lado do próprio Brasil e Uruguai, como também uma potência do futebol mundial pela qualidade dos seus jogadores e duas Copas conquistadas (1978 e 1986), a Argentina do craque Lionel Messi pode ser considerada a grande decepção destas eliminatórias. Embora tenham ficado 10 rodadas na zona de acesso para o Mundial, apenas quatro delas foram entre os quatro primeiros que asseguram vaga direto. As outras seis foram na quinta colocação, que obriga o país a disputar a repescagem. O desempenho é ainda pior se levarmos em conta que em sete rodadas, incluindo a atual, os hermanos ficaram totalmente fora da Copa. Não é à toa que só a vitória interessa no duelo fora de casa contra o Equador para se garantir, pelo menos, na repescagem.

Apesar de não terminar em primeiro e ter deixado para confirmar matematicamente a sua presença no Mundial apenas na última rodada diante da modesta Bolívia, em Montevideo, o Uruguai apresentou a campanha mais regular até o momento ao ser o único a ficar todas as rodadas entre os classificados diretos para a Rússia. Assim como o Chile, a Colômbia, hoje na quarta posição, e o Equador, já eliminado, também estiveram na Copa durante 12 rodadas. A diferença é que os colombianos ficaram na repescagem duas vezes, enquanto os equatorianos, líderes em quatro das cinco primeiras rodadas, apenas uma.

O Paraguai ficou as cinco rodadas iniciais entre os classificados, sendo duas na repescagem, mas depois caiu de rendimento, como um autêntico cavalo paraguaio, principalmente nos jogos como mandante. Por pouco, o sonho do Mundial não se desfez. No entanto, conseguiu importantes vitórias fora de casa contra Argentina, Chile e Colômbia, que lhe mantém na briga por um lugar na Copa desde que vença a eliminada Venezuela em casa e também ocorra uma combinação de outros resultados. O caso mais surpreendente é o do Peru, que ficou apenas as duas últimas rodadas na faixa de classificação, sendo uma na repescagem, após uma brilhante campanha de recuperação.

Agora, um simples triunfo em casa no confronto direto contra uma Colômbia, que vem caindo de produção nesta reta final, pode carimbar seu passaporte direto para a Rússia. Consideradas as seleções mais fracas do continense, a Bolívia e a Venezuela, que ocupam as duas últimas colocações, respectivamente, são as únicas que não ficaram uma rodada sequer na faixa de classificação para o Mundial.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.