Você está aqui:
Primeiro documentário de Heitor Dhalia chega aos cinemas em novembro

Filme será exibido nesta terça-feira (10) no Festival do Rio, na mostra Panorama do Cinema Mundial

On Yoga: Arquitetura da paz é o novo filme e primeiro documentário do diretor brasileiro Heitor Dhalia. Baseado no livro “On Yoga: The Architecture of Peace” (editora Taschen/2015), do renomado fotógrafo norte-americano Michael O´Neill, o filme será exibido nesta terça-feira (10) no Festival do Rio, na mostra Panorama do Cinema Mundial e chega no dia 9 de novembro aos cinemas brasileiros. O documentário conta a história dos dez anos em que o autor passou registrando os grandes mestres da yoga.

Em uma produção da Paranoid Filmes, Urso Filmes e Michael O´Neill Studio, formando assim uma coprodução Brasil-Estados Unidos, On Yoga: Arquitetura da paz foi um dos finalistas da categoria no londrino Raindance Film Festival, que marcou sua estreia mundial. No Festival do Rio, o projeto de Dhalia estará na mostra Panorama do Cinema Mundial.

O filme foi idealizado como uma extensão profunda da obra original, ao colocar questões humanas a partir da perspectiva atual e misturá-la com elementos de movimento e som experimental, o que resulta em uma nova visão da arte da yoga.

No início de 2016, Heitor Dhalia e Michael O´Neill viajaram juntos para conduzir entrevistas com gurus e grandes mestres da yoga em várias partes da Índia, incluindo o Festival Internacional de Yoga em Rishikesh, bem como o Mela Festival Kumbha, em Haridwar. Já no mês de junho do mesmo ano, cineasta e fotógrafo finalizaram as filmagens do documentário em Nova York, onde conversaram com grandes pensadores, médicos indianos e americanos, além de professores iogues.

“O mundo vive grandes conflitos, existem muitas perguntas a serem respondidas. Foi muito interessante ouvir o que os grandes mestres da yoga têm a dizer sobre tudo isso, sobre a vida e a espiritualidade. A obra do Michael é o melhor livro de fotografia do mundo já feito sobre a yoga. Quando o Alcir Lacerda Filho, produtor da Urso Filmes, me convidou para o projeto fiquei muito empolgado em ir mais a fundo nesse universo. O filme é visualmente muito interessante e traz discussões filosóficas e contemporâneas muito importantes”, comenta o cineasta Heitor Dhalia.

“Trata-se do primeiro projeto internacional da produtora e uma ótima chance de iniciar a parceria com a Paranoid, num momento em que precisamos olhar para o mercado internacional. Acompanhei de perto como a yoga e a meditação transformaram a vida do Michael, permitindo seu retorno à fotografia, resultando num livro fascinante. Apresentei o Heitor a ele e vimos a oportunidade de produzir um documentário que retrata a importância e grandiosidade do mundo da yoga”, comenta o sócio e produtor da Urso Filmes, Alcir Lacerda Filho.

“Além do tema e de todo o background que o Michael traz ao projeto, com o livro, como praticante e profundo conhecedor da yoga, soma-se o olhar e o conhecimento de dramaturgia do Heitor, o que resultou em uma história linda e rica. Do ponto de vista da produtora é também uma oportunidade muito boa de começar a explorar o mercado internacional com um produto rodado em inglês, que já nasce com esse potencial de venda para o mercado externo. Acho que essa conjuntura de câmbio vai abrir muitas janelas para um produto bem feito e de tema universal”, ressalta o sócio e produtor executivo da Paranoid, Egisto Betti.

Michael O´Neill é um dos fotógrafos mais respeitados do mundo. Ele trabalhou muitos anos para as publicações Fortune, Vanity Fair, The New York Times Magazine, Life, Rolling Stone, Time e Newsweek, além de inúmeros outros clientes, para os quais fotografou grandes artistas e celebridades. Depois de uma carreira de 35 anos carregando sua câmera, torcendo seu pescoço e comprometendo a sua postura, ele precisou passar por uma cirurgia em sua coluna vertebral. O procedimento, no entanto, resultou na paralisia do seu braço direito. O´Neill poderia ter aceitado seu destino e o final de sua carreira, mas ele escolheu outro caminho: estudar meditação, usar hidroterapia para recuperar o movimento e a yoga para equilibrar o sistema nervoso. Após um ano, ele foi capaz de mover seu braço novamente. Foi assim que a yoga e a meditação tornaram-se indispensáveis em sua vida, começando essa jornada, que agora será compartilhada com o Brasil.

Veja o trailer oficial:


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.