Você está aqui:
Idosas recebem conta de água com valor que ultrapassa R$ 13 mil em GO

Idosa e filha tiveram serviço cortado após deixarem de pagar conta que subiu de R$ 100 para R$ 13 mil

Mãe e filha, as aposentadas Leonina Machado, 90 anos, e Maria Lúcia Machado Dias, 62, não imaginavam que a conta de água da casa onde moram subiria de R$ 100 para R$ 13 mil. Por falta de pagamento, o serviço foi cortado. Após contestarem o valor para a Companhia de Saneamento de Goiás (Saneago), a tarifa chegou a ser reduzida duas vezes, no entanto, o montante ainda era elevado.

Segundo informações do G1, a conta obteve um salto significativo por causa de um vazamento, identificado durante vistoria após as reclamações. O valor caiu para R$ 3 mil e, depois de reclamarem outra vez, baixou para R$ 800.

A alegação é que, mesmo tendo diminuído o preço, ainda era oito vezes mais caro que o normal e que não tinha condições de arcar com a situação. “A gente não usou esse tanto de água. Não tem condições, a gente não usou. Eu queria que eles abaixassem bem mais. Como que a gente vai pagar a água deste valor?”, questionou Maria Lúcia.

Por meio de nota, enviada à reportagem, a Saneago afirmou que “está à disposição para negociar o valor e as formas de pagamento”. Disse ainda que, para isso, as clientes devem ir até uma agência de atendimento, com os documentos pessoais e do imóvel. Segundo a empresa, o desconto foi dado na conta das idosas e o “refaturamento respeitou o cálculo previsto na resolução da AGR [Agência Goiana de Regulação] sobre o tema”.

Sem condições de pagar o boleto de R$ 800, as idosas ainda estão sem água em casa. Elas contaram que o sustento vem da aposentadoria delas e que, atualmente, sem o fornecimento do serviço, as aposentadas têm usado a água da outra filha de Leonina.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.