Você está aqui:
Verba a programa contra seca no Nordeste e em MG sofre corte de 95%

Informação consta em Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) enviado pela gestão de Micher Temer ao Congresso

Premiado internacionalmente, o programa do governo federal contra a seca nas zonas rurais do Nordeste e do Norte de Minas Gerais sofrerá corte de 95% em 2018.

Segundo o Uol, a construção de cisternas de primeira água - para consumo doméstico - e de segunda água - para pequena agricultura e criação de animais - receberá investimento de R$ 20 milhões no ano que vem - o valor consta no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) enviado pela gestão de Micher Temer ao Congresso.

De acordo com a entidade Articulação do Semiárido, 350 mil famílias estão na fila de espera por uma cisterna de primeira água, que tem custo médio de R$ 3.100 - ou seja, apenas 2% da demanda seria suprida de acordo com o novo orçamento do governo.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.