Você está aqui:
Internauta é condenado a 2 anos de prisão por ofensa a nordestinos

A publicação no Orkut chamava nordestinos de "bocas famintas" e "dejetos do Governo Federal"

Um internauta de 46 anos, morador de Pindamonhangaba (SP), foi condenado a dois anos e quatro meses de prisão por ofender nordestinos na extinta rede social Orkut, em 2006.

De acordo com o G1, o tempo da pena foi revertido Tribunal Federal em prestação de serviços à comunidade e pagamento de multa de dois salários mínimos. Segundo a reportagem, o processo segue em segredo de justiça.

O post ofensivo foi publicado em uma comunidade intitulada "Poder Paulista". Na postagem, o internauta chamava nordestinos de "bocas famintas" e "dejetos do Governo Federal". O homem também sugeria que "voltassem do buraco de onde vieram’.

Em defesa, o homem argumentou que as publicações tinham o objetivo de incitar discussões racistas e entender as ações de pessoas preconceituosas. O advogado de defesa, Leonardo Máximo, alegou que as ofensas faziam parte de uma experimentação literária.

“A publicação fazia parte de um estudo literário para um livro que foi publicado pelo réu. O meu cliente morou por alguns anos em Pernambuco e é casado com uma pessoa de raízes nordestinas. Ele não tem preconceito”, argumentou Leonardo.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.