Você está aqui:
Após chacinas, ministério da Justiça teme rebeliões no AC, CE e MA

Relatos apontam para futuros conflitos entre os detentos nos três estados

O foco da preocupação do Ministério de Justiça, comandado por Alexandre de Moraes, estão as potenciais rebeliões no Acre, Maranhão e Ceará.

Segundo a revista Época, há relatos de possíveis conflitos nestes estados, o que é alarmante após os em massacres ocorridos no Amazonas e em Roraima.

As rebeliões

Em Manaus, a rebelião ocorrida no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), deixou 56 mortos. O episódio foi considerado pelo secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, como o "maior massacre do sistema prisional" do Estado. Outros 4 detetos foram mortos na Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), também na capital amazonense.

Em Roraima, pelo menos 31 detentos foram encontrados mortos na última sexta-feira (6) na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, na zona rural de Boa Vista. Segundo informações do Estado, as mortes são uma reação da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) a Família do Norte, pelos acontecimentos em Manaus no início da semana.


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.