Você está aqui:
UBS: Vereadores da oposição não comparecem a Sessão, e mais de 2 mil pessoas ficam prejudicas em Aparecida; Vídeo

Os Vereadores da base de oposição do Município de Aparecida, deixaram de comparecer nesta sexta-feira (16),

Os Vereadores da base de oposição do Município de Aparecida, deixaram de comparecer nesta sexta-feira (16), a sessão extraordinária para votação de uma suplementação ao orçamento municipal no valor de R$ 180 mil.

A verba serviria de contrapartida do Município para a obra de construção de um Posto Médico em parceira com o Governo do Estado, parado há três anos na Comunidade do Assentamento Acauã, e deverá beneficiar quase 2 mil pessoas.

O Legislativo entrou em recesso na quarta-feira (14), porém o pedido de suplemento orçamentário chegou no final do expediente, e as bancadas em comum acordo, exigiram a votação na sexta-feira em uma sessão extraordinária convocada pela presidente, Lainha Queiroga, haja vista o dinheiro já se encontrar na conta da prefeitura, mas que precisava aprovação da Câmara de Vereadores pelo fato do recesso de 30 dias.

O plenário ficou lotado com pessoas no Assentamento Acauâ esperando ser votado o pedido de suplementação orçamentária no valor de R$ 180 mil. No entanto a bancada de oposição encaminhou a mesa diretora esclarecimento do não comparecimento, e disse que: “deixe de comparecer à sessão por não vislumbrar nenhuma urgência”.
Os Vereadores da bancada situacionista, ficaram revoltados com o posicionamento da Bancada oposicionista, o que entende apenas “questões políticas” o que de fato prejudicam as pessoas no Assentamento Acauã que aguardam a conclusão do Posto Médico.

O Vereador Líder da bancada do Governo Municipal, “Negão Machado”, disse que o recesso parlamentar começou. A Empresa iniciou a obra parada há quase dois anos e meio. “O único objetivo do projeto era para o município pagar a Empresa, e tocar a obra”, disse.



Para o Líder da bancada, há dúvida sobre aprovação do projeto, e continuidade da obra do Posto Médico no Assentamento Acauã, convênio com o Governo do Estado, através do Pacto Social. “Eu não sei qual o motivo que os vereadores não se fizeram presentes. Fica registrado meu repúdio, por que a sociedade é quem perde”. Sustentou.

O Vereador, Icáro Isaias disse que esses mesmos Vereadores oposicionistas cobraram durante a campanha que a obra estava inacabada. Durante esses seis meses, continuaram a cobrar. “Agora tivemos a sensibilidade do Governador reiniciar a obra, de colocar o dinheiro em conta da prefeitura. Chegou o dia. Quando é para ser votada, infelizmente o ódio prevalece. Quando é para ajudar ao povo de Aparecida, a gente ver uma oposição que critica por criticar”, completou.



O popular Francisco Sena que veio do Assentamento Acauã, especialmente para assistir a Sessão Extraordinária ficou frustrado com o que presenciou. “Na verdade, isso é uma falta de respeito para com a gente da comunidade, e para aqueles que necessitam da Unidade Básica, e voltaram neles mesmos da oposição que hoje deveriam estar aqui tanto para ajudar quem apoio eles, tanto para ajudar a população do Assentamento Acauã e da Região”, completou.

Assista as Entrevista aqui

........................

...............................


Comentários

Aviso: Todo e qualquer comentário publicado na Internet através do Repórter PB, não reflete a opinião deste Portal.